Hino Nacional na Reunião Sacramental

Em setembro comemoramos a Independência do Brasil, assim em vários setores da sociedade presenciamos atividades cívicas: Marcha Marcial, Soldados, Fanfara, coro do Hino Nacional etc. Cada região do Brasil tem sua tradição nesta data. Não é sempre que 7 de setembro é domingo, mas mesmo assim não poderíamos fazer referencia a esta data em nossas Reuniões dominicais? Ou será que nós brasileiro somos menos patrióticos que os americanos?

Sugerimos aos líderes que possamos cantar o Hino Nacional em nossas Reuniões Sacramentais, tal sugestão é feita com o respaldo do Manual 2 item  14.4.3 Elementos Musicais Padrão nas Reuniões de Adoração na Igreja, p.122 (Veja Imagem do Manual)

14.4.3 Elementos Musicais Padrão nas Reuniões de Adoração na Igreja

Prelúdio e Poslúdio

Um prelúdio e um poslúdio suaves criam um clima de adoração que convida o Espírito nas reuniões da Igreja. O organista ou pianista normalmente toca hinos ou outras músicas adequadas por cinco ou dez minutos antes e depois da reunião e isso ajuda os membros a meditar sobre os ensinamentos do evangelho.

Hinos Cantados pela Congregação

A maioria das reuniões da Igreja é beneficiada pelos hinos cantados pela congregação. A música proporciona um dos principais meios pelos quais os membros participam dos serviços de adoração na Igreja. O canto da congregação tem uma capacidade singular (que muitas vezes é pouco utilizada) de unir os membros que adoram juntos.

Quando adequado, o líder do sacerdócio pode pedir à congregação que fique de pé para cantar um hino intermediário ou o hino nacional (ver “Hinos para Congregações”, Hinos, p. 266).

Números Musicais Especiais

Podem ser apresentados números musicais por coros, solistas vocais e instrumentais e pequenos grupos. Podem-se usar hinos e outras músicas adequadas (ver 14.4.2).

(Manual 2 item  14.4.3: Biblioteca do Evangelho, LDS.org)

No Hinário temos na p.266 diretrizes de como escolher hinos para a congregação, Hinos para Congregação, há um item especifico para Hino Nacional:

Hino Nacional

Algumas canções patrióticas foram incluídas no hinário; com aprovação do sacerdócio, hinos nacionais locais podem ser acrescentados. Nas reuniões da Igreja, os membros podem levantar-se para cantar esses hinos de acordo com os costumes locais e a orientação do sacerdócio local.

Alguns líderes podem não sentirem-se confortáveis em cantar o Hino Nacional com sua congregação em uma reunião sacramental, uma ideia seria canta-lo na abertura da reunião do sacerdócio.

Hino Nacional

image_pdfimage_print

Você pode gostar...

6 Resultados

  1. Aurelio Lima says:

    Eu também fiquei entristecido com a retirada do Hino Nacional Brasileiro de nosso hinário (particularmente gostava de tocar(*) aquela partitura ao piano). A justificativa citada pelo irmão Anderson é pouco convincente ao tomarmos o exemplo do hinário em inglês. Quanto às ocasiões e locais adequados, entendo que a liderança local pode perfeitamente definir a propriedade de entoar o hino nacional nesta ou naquela reunião – apenas espero que se use de sabedoria para que os motivos sejam nacionais e não manifestem viés político/partidário, haja vista a neutralidade política da igreja e a diversidade do pensamento político entre os membros de uma congregação.

  2. Anderson Sugiyama says:

    Acho lamentável a ausência do hino nacional no nosso hinário brasileiro. Perguntei a algumas autoridades e a resposta foi que o mesmo editado no Brasil é exportado para outro países de língua portuguesa. Continuo lamentando a ausência do hino nacional em nosso hinário.

  3. Danilo Alvarenga says:

    Gosto do Hino Nacional e acredito que não nos faltem oportunidades para momentos cívicos, mas não acredito que seja adequado cantar Hinos Pátrios na Reunião Sacramental.
    Parabenizo o autor por colocar as referências do “Manual 2” e de “Hinos”. Tive o cuidado de examinar cada uma das referências e vi que é incentivado a congregação cantar um hino pátrio em reuniões da igreja. Acredito que seria lindo cantar o Hino Nacional na abertura de um serão ou em alguma atividade da ala, mas vi que as diretrizes para a Reunião Sacramental são diferentes:

    “Como Escolher o Hino Certo
    Os hinos escolhidos devem refletir o caráter geral da reunião e ajudar a estabelecer o espírito adequado.
    O hino de abertura pode expressar súplica ou louvor, ou ainda gratidão pelo evangelho, alegria por estarem reunidos em irmandade, ou entusiasmo pelo trabalho a ser feito.
    O hino sacramental deve referir-se ao sacramento propriamente dito ou ao sacrifício do Salvador.
    Um hino intermediário oferece uma oportunidade de a congregação participar e pode relacionar-se ao tema dos discursos da reunião. A congregação pode levantar-se para cantar esse hino, se oportuno.
    O hino de encerramento é uma oportunidade para a congregação responder ao espírito e conteúdo da reunião.
    Não devemos pensar que todo hino é apropriado para toda e qualquer reunião da Igreja. Alguns hinos podem ser mais apropriados para uma reunião de jovens do que para uma reunião sacramental.”

    https://www.lds.org/music/resources/using-the-hymnbook?lang=por#2

    Encorajo a todos os que lerem meu comentário a aprenderem e cantarem o Hino Nacional, Hino à Bandeira, Hino da Independência e Hino da Proclamação da República, mas ao mesmo tempo, que em nossas reuniões sacramentais, mantenhamos o foco no Salvador e em sua doutrina. Que nossos hinos sejam cantados com muito entusiasmo, amor e reverência, como uma prece ao Senhor.

    Presto testemunho de que a boa música edifica. Bons hinos podem testificar da natureza sagrada das verdades ensinadas nas reuniões.
    Que possamos fazer de nossas reuniões sacramentais um momento de edificar nossos irmãos, partilhar do sacramento, renovar nossos convênios e fortalecer a nossa fé.

    Abraço a todos os que me lêem.

    • Muito obrigado por trazer suas referencias, mas as diretrizes não dizem claramente que Hinos patrióticos não são adequados, o que o faz pensar que não o é? Aliais isso fica a encargo de quem preside definir. Como alguns líderes podem pensar que ser patriota não esta em conformidade com o evangelho, sugiro para cantar na abertura da reunião do quórum. Precisamos entender que devotar a terra que o Senhor nos entregou sim está em conformidade com a adoração a Deus, cantar o hino nacional em uma reunião sacramental é uma forma de mostrar ao Senhor o quão grato somos pela nação que nascemos uma terra abençoada por ele. Catamos Hinos de louvor a profetas, por que não louvar nossa terra?

      Ao deixar o hino nacional ser cantado apenas em aberturas de jogos ficamos com o vício que não seria correto canta-lo ao domingo.

      Particularmente não sei o por que de não termos mais o hino nacional em nosso hinário, enquanto que no passado o tinha, e no hinário americano eles o tem o deles.

  4. Esther Holá says:

    Acho de b0m agrado. cantar o hino nacional em homenagem à nossa independência. Afinal estamos em um pais independente de religião ou credo com total liberdade.

  5. Selma Machado says:

    Amo o nosso hino . Até que gosto deste sua sugestão. Amo muito o meu País, mesmo com a bagunça da Política. …aqui foi o lugar que o Pai Celestial designou para nascer…aqui que Ele espera algo de mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *