O Universo em Expansão

Minha ideia nesse post é ajudar a conhecer um pouco mais sobre o que a ciência, as escrituras e os profetas têm ensinado sobre nosso mundo dentro do universo em contínua expansão.

Eu não tenho nenhuma dúvida que o universo conhecido é apenas um pequeno grão de areia em meio a um infinito eterno reino de glórias e exaltações, onde o espaço é ocupado por reinos e, à medida que mais reinos vão se “criando”, há mais espaço.

O Senhor falou disso de modo muito claro para todos nós nas escrituras abaixo:

“E ele viu muitas terras; e cada uma se chamava Terra” Moisés 1:29

“E há muitos reinos; pois não existe espaço em que não haja reino; e não existe reino em que não haja espaço, seja um reino maior ou um Reino menor.” DEC 88:37

“E estava entre eles um que era semelhante a Deus; e ele disse aos que se achavam com ele: Desceremos, pois há espaço lá, e tomaremos destes materiais, e faremos uma terra onde estes possam habitar;” Abraão 3:24

Além das escrituras, estudiosos falaram sobre o assunto:

“…Nossa primeira tarefa será distribuir esses bilhões de inteligências e organizá-las com as partículas da matéria primária. Então as ensinaremos a nos amar e obedecer conforme as unimos umas a outras numa vasta rede de combinações. Então explicaremos a elas como pretendemos organizar uma galáxia. Isso ajudará a expandir o “espaço” dos Deuses e adicionar à glória daqueles que vieram antes de nós…” Os Blocos de Edificação do Universo – Cleon Skousen (acesse o livro todo aqui)

“O começo do século 20 foi marcado não apenas pelo surgimento da relatividade, mas também pela construção de telescópios grandes e modernos. O americano Edwin Hubble foi o nome mais conhecido dessa safra de observadores. Em 1923, trabalhando no Observatório de Monte Wilson, na Califórnia, Estados Unidos, ele identificou uma cefeida (um tipo de estrela) em uma nebulosa e mostrou que ela estaria localizada muito longe da Via Láctea. Isso provou que não habitamos a única galáxia do Universo. Mas o passo mais importante começou a ser dado em 1929, quando Hubble percebeu que as estrelas mais afastadas da Terra são aquelas que estão se afastando mais rapidamente. O Universo estaria, portanto, se expandindo. Hubble, no entanto, deixou claro que o problema dele era coletar os dados – e nunca se propôs a teorizar sobre isso. Ele preferia os holofotes de jornais e TVs, pois agora também era uma celebridade.” Super Interessante de 31 de Outubro de 2016

“Com a prova de que o Universo estava se expandindo nas mãos, o trabalho dos teóricos passou a ser “retroceder no tempo” para tentar descobrir como exatamente chegamos até aqui. O ucraniano George Gamow era uma das figuras centrais dessa “arqueologia do cosmos”, mas a interferência política dos governantes soviéticos nas pesquisas científicas fez com que ele e a mulher resolvessem fugir de seu país. Depois de duas tentativas fracassadas – na primeira, pretendiam atravessar o Mar Negro em um caiaque – eles finalmente conseguiram e, em 1940, chegaram aos Estados Unidos. Interessado em pesquisar a física das partículas, o ucraniano percebeu que ali não havia mais ninguém estudando o tema seriamente só depois soube que todos os outros cérebros da área haviam sido cooptados para o Projeto Manhattan, que levaria à construção da bomba atômica americana. Junto com seus colegas Ralph Alpher e Robert Herman, Gamow constatou que os primeiros momentos do Universo seriam tão quentes que quebrariam qualquer átomo e transformariam tudo em uma sopa de prótons, nêutrons e elétrons (as menores partículas conhecidas até então). E, quando ele esfriasse, essas partículas formariam apenas os menores átomos possíveis, os de hidrogênio e hélio – o que explicava por que esses elementos hoje compõem 99,9% de toda a matéria que vemos no Universo. Eles também previram que 300 mil anos depois da explosão teria havido a liberação de uma enorme quantidade de luz que faria um “eco luminoso” no Universo. E isso poderia ser percebido hoje.” Super Interessante de 31 de Outubro de 2016

“Foi então que o debate se acirrou. Para uns, o Universo estaria se expandindo a partir de um momento inicial e, para outros, ele era eterno e provavelmente infinito. Um dos maiores defensores da segunda hipótese, o inglês Fred Hoyle, chegou a dizer em um programa da Rádio BBC que não via “nenhuma boa razão para preferir essa ideia de big-bang”. O intuito de Hoyle era ironizar, mas era a primeira vez que alguém usava esse termo para se referir à teoria – e o apelido pegou. Para o azarde Hoyle, “essa ideia de big-bang” só ganhou evidências a partir daí. Uma das principais descobertas foi feita por Arno Penzias e Robert Wilson, dos Laboratórios Bell, em meados dos anos 1960. Eles detectaram um ruído nos seus aparelhos de radioastronomia. Como isso não os deixava trabalhar, eles foram atrás da razão. Acabaram descobrindo que se tratava da radiação cósmica de fundo – o “eco” do big-bang previsto por Gamow. “A confirmação dessa radiação deu credibilidade ao modelo. Desde então, ele tem sido refinado com inúmeras observações”, diz o físico brasileiro Marcelo Gleiser, do Dartmouth College, Estados Unidos.” Super Interessante de 31 de Outubro de 2016

Temos muitos profetas que afirmaram que existem muitos outros planetas e, na verdade, com a declaração do Senhor nas escrituras passa de uma possibilidade para uma certeza de que estamos atualmente em expansão, novos mundos ou terras sendo construídos e sendo colocados em órbita, esse conhecimento é algo supremo, divino e transcende tudo que podemos pensar com relação ao universo conhecido e desconhecido.

Expansão… Essa é a palavra!

Os Cientistas e profetas de Deus concordam, estamos expandindo.

Quem está fazendo isso? Quem está aumentando? Crescendo e construindo novas terras, estrelas, luas e sóis? São os Deuses.

SUDBR © 2017. A visão exposta no artigo representa a opinião do autor e não necessariamente a posição da Igreja. Este website não é afiliado ou propriedade de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Para a posição oficial da igreja acesse LDS.org site oficial; Veja também os links no artigo.


Você pode gostar...

SUDBR © 2017. Todos os Direitos Reservados. É proibída a reprodução total o parcial do conteúdo sem autorização expressa do Editor. O material disponível para download é para uso pessoal sem fins lucrativos, você não está autorizado a distribuir este(s) arquivo(s) de qualquer forma seja eletronicamente ou por qualquer outro meio.


Seja o Primeiro a Comentar

Deixe aqui sua opinião, dúvida ou elogio sobre "O Universo em Expansão".


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia nossa Política de Comentários