Sacerdócio: Poder, Chaves e Autoridade

Poder do Sacerdócio

O Poder do Sacerdócio é a manifestação do poder da divindade (D&C84:19-20). Todo homem da Igreja fiel e digno poderia receber o santo sacerdócio, com o poder para exercer sua autoridade divina e usufruir, com seus entes queridos, todas as bênçãos que dele provêm, incluindo-se as bênçãos do templo (DO-1). Nas escrituras o poder geralmente é associado ao poder de Deus ou dos céus. Acha-se estreitamente relacionado à autoridade do sacerdócio, que é a permissão ou direito de agir em nome de Deus. 

Sabe-se que “os direitos do sacerdócio são inseparavelmente ligados com os poderes do céu e que os poderes do céu não podem ser controlados nem exercidos a não ser de acordo com os princípios da retidão.” Portanto é evidente que a vista de “qualquer grau de iniquidade, eis que os céus se afastam; o Espírito do Senhor se magoa e, quando se afasta, amém para o sacerdócio ou a autoridade desse homem.” (D&C 121:34–46)

poder do sacerdócio consiste em tudo o que ligardes na Terra será ligado no céu e tudo o que desligardes na Terra será desligado no céu. (D&C 128:8).  A importância máxima (summum bonum), o bem maior que o portador do sacerdócio deve buscar, em outras palavras o objetivo final, consiste em obter os poderes do Santo Sacerdócio. (D&C128:11)

 

Chaves do Sacerdócio

As chaves são o direito de presidência, ou seja, o poder conferido por Deus ao homem para dirigir, controlar e governar o sacerdócio de Deus na Terra. Os portadores do sacerdócio chamados a ocupar posições de presidência recebem chaves das mãos dos que têm autoridade sobre eles. Os portadores do sacerdócio só podem exercer seu sacerdócio dentro dos limites definidos pelos que possuem as chaves. O Presidente da Igreja possui todas as chaves do sacerdócio (D&C 107:65–67, 91–92132:7). 

Jesus Cristo possui todas as chaves do sacerdócio de Sua Igreja. Ele conferiu a cada um de Seus apóstolos todas as chaves pertencentes ao reino de Deus na Terra. O mais antigo dentre os Apóstolos vivos, o Presidente da Igreja, é a única pessoa na Terra autorizada a exercer todas as chaves do sacerdócio (ver D&C 43:1–481:2107:64–67, 91–92;132:7).

Os Setenta atuam por designação e por delegação de autoridade da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos. Os Presidentes de Área são designados para administrar áreas com a autorização da Primeira Presidência e dos Doze. Os membros da Presidência dos Setenta são designados por imposição de mãos e recebem as chaves para presidir os Quóruns dos Setenta.

O Presidente da Igreja delega chaves do sacerdócio a outros líderes do sacerdócio para que eles presidam em suas áreas de responsabilidade. As chaves do sacerdócio são conferidas aos presidentes de templo, de missão, de estaca e de distrito, aos bispos e presidentes de ramo e aos presidentes de quórum. Essa autoridade presidente somente é válida para as responsabilidades específicas do chamado de cada líder e dentro da área geográfica sob sua jurisdição. Quando os líderes do sacerdócio são desobrigados de seu chamado, eles deixam de ser portadores das chaves correspondentes àquele chamado.

Autoridade do Sacerdócio

Os conselheiros dos líderes do sacerdócio não recebem chaves. Eles são designados por imposição de mãos e atuam em seu chamado por autoridade delegada e por designação.

Todas as organizações auxiliares de ala e de estaca funcionam respectivamente sob a direção do bispo ou do presidente da estaca, que possuem as chaves para presidir. Os presidentes e conselheiros das auxiliares não recebem chaves, mas é-lhes delegada a autoridade para atuar em seus chamados.


SUDBR © 2017. Todos os Direitos Reservados. É proibída a reprodução total o parcial do conteúdo sem autorização expressa do Editor. O material disponível para download é para uso pessoal sem fins lucrativos, você não está autorizado a distribuir este(s) arquivo(s) de qualquer forma seja eletronicamente ou por qualquer outro meio.