Verdade Absoluta (Spencer W. Kimball)

Verdade Absoluta
por Presidente Spencer W. Kimball

Mensagem da Primeira Presidência
Julho de 1979

Escrevi, há algum tempo, uma carta a um descrente. Muito do que foi dito naquela carta tem estado em minha mente ultimamente e desejo compartilhar com vocês a essência desses pensamentos. Com essa explicação vocês entenderão melhor o ponto de vista adotado e a maneira que é apresentado. Escrevendo a este jovem, que estava lutando com os seus pensamentos, eu disse:

Prezado John:

Sua resistência e argumento contra as verdades do evangelho tem me preocupado muito.

Eu compreendo que não posso convencê-lo contra a sua vontade, mas sei que posso ajudá-lo se você simplesmente ouvir e deixar que chame a sua atenção para algumas verdades importantes, e se você ouvir com uma oração e um desejo de saber que o que eu digo é verdadeiro. Não forçaria, mesmo se pudesse, sua maneira de pensar, pois o livre-arbítrio é a lei básica de Deus e cada um deve assumir a responsabilidade por suas próprias escolhas e consequências; mas certamente cada um de nós deve fazer a sua parte em influenciar para o bem aqueles que precisem de alguma ajuda.

O Senhor disse a Enoque: Olha estes teus irmãos; eles são a obra de minhas próprias mãos e eu dei-lhes seu conhecimento no dia em que os criei; e no Jardim do Éden dei ao homem seu arbítrio (Moisés 7:32).

Tenho ficado acordado muitas horas refletindo e oferecendo muitas orações fervorosas de joelhos, esperançoso, que pudesse dizer as coisas certas, e que você recebesse com espírito humilde com o qual te escrevo.

Verdades Absolutas e Verdades Relativas

Este verdadeiro modo de vida não é apenas uma opinião. Existem verdades absolutas e verdades relativas. As regras sobre o que uma pessoa deve comer mudaram muitas vezes em minha vida. Muitas descobertas científicas mudaram de ano para ano. Os cientistas ensinaram durante décadas que o mundo foi uma nebulosa, uma massa fundida que se desprendeu do sol e posteriormente muitos cientistas disseram que foi um redemoinho de poeira que solidificou. Há muitas ideias para explicar a existência do mundo que foram alteradas para se adequar a verdade, a medida que a ciência avançava. Existem verdades relativas, e também verdades absolutas que são as mesmas ontem, hoje e para sempre – as quais nunca se alteram. Essas verdades absolutas não são alteradas pelas opiniões dos homens. A medida que a ciência tem expandido nossa compreensão do mundo físico, certas ideias cientificas aceitas foram abandonadas com o surgimento de novas verdades. Algumas dessas supostas verdades foram robustamente mantida por séculos. A pesquisa sincera da ciência frequentemente repousa apenas no limiar da verdade, ao passo que os fatos revelados determinam verdades absolutas como um ponto de partida para que possamos vir a compreender a natureza do homem e o propósito da vida.

A terra é esférica. Mesmo que os quatro bilhões de pessoas no mundo pensarem que ela é plana, estarão errados. Isso é uma verdade absoluta, e todos os argumentos do mundo não mudará isso. Objetos não irão flutuar no ar por si mesmos, mas quando soltos irão cair em direção à terra. A lei da gravidade é uma verdade absoluta. Ela nunca varia. Leis maiores podem superar as menores, mas isso não muda a sua verdade inegável.

Aprendemos sobre estas verdades absolutas sendo ensinado pelo Espírito. Estas verdades são “independentes” em sua esfera espiritual, devendo ser descoberta espiritualmente, embora possam ser confirmadas pela experiência e intelecto (ver D&C 93:30). O grande profeta Jacó disse que “o Espírito fala a verdade e não mente. Portanto fala de coisas como realmente são e de coisas como realmente serão;” (Jacó 4:13). Precisamos ser ensinados a fim de compreender a vida e quem realmente somos.

Deus, nosso Pai Celestial – Eloim – vive. Isso é uma verdade absoluta. Todos os quatro bilhões de os filhos dos homens sobre a terra podem ser ignorantes quanto a Ele e Seus atributos e poderes, mas ainda assim, Ele vive. Todo o povo da terra pode negá-lo e não acreditar, mas Ele vive apesar disso. As pessoas podem ter suas próprias opiniões, mas ainda assim Ele vive, e sua forma, poderes e atributos não mudam de acordo com as opiniões dos homens. Em suma, a opinião por si só não tem poder algum no que se refere a verdade absoluta. Ele ainda vive. E Jesus Cristo é o Filho de Deus, o Todo-Poderoso, o Criador, o Mestre do único e verdadeiro modo de vida – o evangelho de Jesus Cristo. O intelectual pode racionaliza-lo como inexistente e os incrédulos podem zombar, mas Cristo ainda vive e orienta os destinos do seu povo. Isso é uma verdade absoluta; não há como nega-la.

Verdade não se cria

O relojoeiro na Suíça, com materiais à mão, fez o relógio que foi encontrado na areia em um deserto da Califórnia. As pessoas que encontraram o relógio nunca foram para a Suíça, nem conheceram o relojoeiro, nem observado a fabricação do relógio. Ainda assim relojoeiro existia, apesar da ignorância das pessoas ou experiência. Se o relógio pudesse falar, poderia até mentir e dizer: “Não há relojoeiro.” Isso não alteraria a verdade.

Se os homens forem realmente humildes, compreenderão que podem descobrir, mas não criar a verdade.

Os Deuses organizaram a terra com os materiais a disposição, sobre os quais tinham controle e poder. Esta verdade é absoluta. Um milhão de pessoas cultas podem especular e determinar em suas mentes que a Terra surgiu por acaso. A verdade permanece. A Terra foi feita pelos Deuses, como foi o relógio pelo relojoeiro. Opiniões não mudam isso.

Os Deuses organizaram e deram vida ao homem colocando-o sobre a terra. Isto é absoluto. Não pode ser refutado. Um milhão de mentes brilhantes podem pensar de outra forma, mas ainda assim é verdade. E havendo feito tudo isso para os filhos de seu Pai, o Cristo traçou um plano de vida para o homem – um programa positivo e absoluto pelo qual o homem pode alcançar, realizar, sobrepujar e aperfeiçoar-se. Novamente, essas verdades vitais não são só opiniões. Se fossem, então, a sua opinião seria tão boa quanto a minha, ou melhor. Mas digo-lhes estas coisas, não como minha opinião – digo como verdades divinas que são absoluta.

Algum dia você verá, sentirá e entenderá, e talvez até questione a si mesmo pelo longo atraso e perda de tempo. Não é uma questão de se. É uma questão de quando.

Conhecimento espiritual

Experiência em uma área não cria automaticamente especialização em outra área. Especialização em religião vem de retidão pessoal e de revelação. O Senhor disse ao Profeta Joseph Smith: “Toda verdade é independente para agir por si mesma na esfera em que Deus a colocou, (…)” (D&C 93:30). Um geólogo que descobriu muitas verdades sobre a estrutura da Terra pode estar desatento às verdades que Deus nos deu a respeito da natureza eterna da família.

Se eu puder pelo menos deixar isto claro, teremos uma base sobre a qual edificar. O homem não pode descobrir Deus ou Seus caminhos por meros processos mentais. Ele precisará ser governado pelas leis que controlam o campo que está investigando. Para tornar-se um encanador, é preciso estudar as leis que regem tal ofício. É necessário conhecer as tensões e pressões; temperaturas às quais tubos irão congelar; leis que regem a vapor, água quente, expansão, contração, e assim por diante. Alguém pode saber muito sobre encanamento, e no entanto, ser um completo fracasso em educar crianças ou relacionar-se com pessoas. Um homem pode ser um erudito em literatura e ainda não saber nada sobre eletricidade. Alguém pode saber muito sobre a compra e venda de produtos alimentícios e ser absolutamente ignorante em construção.

Pode ser uma grande autoridade em bombas de hidrogênio e ainda não sabe nada de bancos. Um pode ser um teólogo notável e ainda ser totalmente inexperiente na relojoaria. Um pode ser o autor da lei da relatividade e ainda não sabe nada do Criador, que originou toda lei. Repito, isto é apenas uma questão de opiniões. Verdades absolutas existem. Essas verdades estão à disposição de todas as alma.

Qualquer homem inteligente pode aprender o que desejar. Pode adquirir conhecimento em qualquer campo, embora isso exija muita reflexão e esforço. É preciso mais do que uma década para obter um diploma do Ensino Fundamental e Médio; leva mais quatro anos para a maioria das pessoas obter um diploma universitário; é preciso quase um quarto de século para se tornar um grande médico. Por que, então, as pessoas pensam que são capazes de sondar as profundezas espirituais mais complexas sem o necessário trabalho experimental e laboratorial acompanhado do cumprimento das leis que as governam? É absurdo, mas frequentemente encontrará celebridades, que parecem nunca ter vivido uma única lei de Deus, discursando em entrevistas sobre religião. Que ridículo é tais pessoas tentarem traçar, para o mundo, uma forma de vida.

No entanto, quantos economistas, político, professor universitário, ou o proprietário de clube de jogo pensa que porque ele subiu acima de todos os seus semelhantes em seu campo particular, ele sabe de tudo em todos os campos. Não se pode conhecer a Deus nem entender suas obras ou planos a não ser que siga as leis que governam a Deus e as suas obras e os seus planos. O reino espiritual, que é tão absoluto como é o físico, não pode ser entendida pelas leis da física. Você não aprende a fazer os geradores elétricos em um seminário. Nem você aprender certas verdades sobre as coisas espirituais em um laboratório de física. Você deve ir para o laboratório espiritual, utilizar as instalações disponíveis lá, e cumprir com as normas que regem. Então você pode saber dessas verdades tão certo, ou, mais certamente, do que o cientista conhece os metais, ácidos ou outros elementos. Pouco importa se a pessoa é um encanador, um banqueiro ou um fazendeiro, para essas ocupações são secundárias; o que é mais importante é o que se conhece e crê a respeito de seu passado e seu futuro e o que se faz sobre isso.

Quando éramos seres espirituais, plenamente organizados e capazes de pensar, estudar e compreender nosso Pai Celestial, Ele disse-nos algo como: “Amados filhos, em seu estado espiritual vocês já progrediram o máximo que poderiam. Para continuarem seu desenvolvimento, precisam de um corpo físico. Pretendo proporcionar-lhes um plano que lhes permitirá continuar a crescer. Como sabem, só se pode crescer vencendo obstáculos”.

O Senhor prosseguiu: “Agora tomaremos esses elementos existentes e os organizaremos numa Terra, colocaremos nela vegetação e vida animal e permitiremos que vocês desçam para lá. Esse será seu local de provação. Nós lhes daremos uma Terra rica, com recursos abundantes para seu benefício e usufruto e veremos se vocês se mostrarão fiéis e farão o que lhes for pedido. Farei convênio com vocês. Se concordarem em exercer controle sobre seus desejos e continuarem a progredir rumo à perfeição e à Deidade pelo plano que lhes concederei, Eu lhes darei um corpo físico de carne e ossos e uma Terra rica e produtiva, com o sol, água, florestas, metais, solos e todas as outras coisas necessárias para alimentá-los, vesti-los e abrigá-los e permitir-lhes desfrutar tudo o que for adequado e para o seu bem. Além disso, possibilitarei seu retorno um dia a Minha presença, caso melhorem sua vida, vençam os obstáculos e se aproximem da perfeição”.

Nós, como filhos e filhas de nosso Pai Celestial, respondemos com gratidão a essa proposição de extrema generosidade. Fizemos nossa parte e e viemos à terra, à medida que eram preparados corpos por nossos pais terrenos. Estamos agora em teste – no campo de provas. Isto, também, é uma verdade absoluta. Ela não pode ser refutada. É um fato incontestável. Se alguém pode aceitar estas verdades irrefutáveis, então ele está pronto para começar a sua experiência e seu trabalho de laboratório.

Mais alguns fatos importantes, que neste momento não detalharei o assunto: Adão e Eva transgrediram uma lei e foram responsáveis por uma mudança que atingiu toda a sua posteridade, a da mortalidade. Poderia ter sido o alimento diferente que causou esta mudança? De alguma forma, o sangue, o elemento que dá a vida em nossos corpos, substituiu a substância mais fina que anteriormente circulava em seus corpos. Assim o homem tornou-se mortal, sujeito a doenças, dores e até mesmo a degeneração física chamada morte. Mas o espírito, que é supremo no homem dual, transcende o corpo. Ele não se decompõe, mas passa para o mundo dos espíritos para obter mais experiência, com a garantia de que após preparação suficiente, haverá uma reunião do espirito e corpo, quando o espírito será abrigado eternamente em um corpo transformado de carne e ossos. Desta vez, a união nunca será dissolvida, uma vez que não haverá sangue a desintegrar-se e causar problemas. Uma substância mais fina vai dar vida ao corpo e torná-lo imortal.

Esta ressurreição referida é a obra de Jesus Cristo, o Salvador, aquele, que era tanto mortal (filho de Maria) e divino (o Filho de Deus), foi capaz de superar os poderes que governam a carne. Ele realmente deu a sua vida e, literalmente, tornou a tomá-la e assim será cada alma que já viveu. Sendo um deus, ele deu a sua vida. Ninguém poderia tirar isso dele. Ele desenvolveu, através de sua perfeição na superação de todas as coisas, o poder de tornar a tomar sua vida. A morte era o seu último inimigo, e ele mesmo superou isso e estabeleceu a ressurreição. Esta é uma verdade absoluta. Todos os teóricos do mundo não podem contestá-la. É um fato.

Antes de sua crucificação, o Salvador reconheceu a necessidade absoluta de uma organização de pessoas com poderes para continuar o seu trabalho, ensinar o seu plano para o mundo e convencer as pessoas a seguir o programa eterno. Ele, portanto, organizou sua Igreja entre seus fiéis seguidores, com apóstolos, profetas e outros oficiais para dar ao seu povo a orientação. Ele enviou os oficiais por todo o mundo para ensinar suas verdades – mas para ensiná-los sem o uso de força, pois a lei básica deste mundo é livre-arbítrio. Certamente homens e mulheres podem usar o seu livre-arbítrio para fazer o que quiserem, mas não podem jamais fugir das penalidades resultantes de qualquer erro que cometam.

O Senhor estabeleceu o seu programa de organização, deu os princípios e doutrinas que regem, e delegou toda a sua autoridade a seus oficiais para ensinar e realizar as ordenanças. Ele ignorou todas as organizações religiosas que então existiam e todas as doutrinas e filosofias dos homens e estabeleceu o seu próprio plano divino. Isto é verdade. Se todos os defensores de variadas doutrinas, teorias e cultos em todos os continentes descrer-lo, ainda é verdade – uma verdade absoluta.

Apostasia e Restauração

Mesmo antes de ir para o Calvário, o Senhor sabia que sua organização jovem e lamentavelmente pequena não conseguiria resistir muito tempo os lobos da filosofias antagônicas e as perseguições terríveis que viriam, mas deixou alguns apóstolos corajosos e outros para orientar e edificar o reino. O Salvador sabia sem sombra de dúvida que uma apostasia viria. E veio uma apostasia.

A perseguição foi intolerável. Dizem que os apóstolos sofreram mortes de mártires. Inumeráveis, portadores do sacerdócio e membros sofreram torturas inacreditáveis. A Igreja foi arrancada e quase destruída por horrores físicos; então, finalmente, através de governantes pagãos que não foram verdadeiramente convertidos, o cristianismo foi aceito e se tornou popular. A fim de fazer com que as nações o aceitassem, superstições e doutrinas pagãs foram sobrepostas às doutrinas cristãs e se mesclaram até que as doutrinas e ordenanças estabelecidas pela Igreja foram alteradas e diluído para que eles tiveram apenas uma leve semelhança com a verdade. Com o martírio dos servos autorizados e o desaparecimento tanto da autoridade como da doutrina, o mundo mergulhou na Idade das Trevas, e o verdadeiro entendimento de Deus e seu plano não estavam sobre a terra; quando escuridão envolveu o povo (ver Isaías 60:2), quando houve pouco progresso nas coisas materiais e um vazio quase total do espiritual.

Agora, com as doutrinas pervertidas, o sacerdócio se foi, a organização corrompida, e o conhecimento perdido, deve vir um outro despertar. E, como o profeta Daniel profetizou milênios atrás, finalmente chegou o dia quando outra restauração da verdade deve vir, desta vez para nunca mais ser perdido. Nós temos essa promessa, agora, que mesmo que as pessoas caem, a Igreja e o evangelho aqui ficaram, e todos os poderes da terra e do inferno não pode efetuar total apostasia novamente. Esta restauração tão necessário veio por meio do Profeta Joseph Smith, que seguiam na marcha dos profetas Adão, Enoque, Noé, Abraão e Moisés, e do Senhor Jesus Cristo. E esta é a Igreja organizada através da revelação pelo Salvador: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Foi organizado por revelação de Jesus Cristo. Foi dada a autoridade plena e completa, planos e programas completos.

Assim, no início do século XIX, a “obra maravilhosa e um assombro” (Isaías 29:14) foi reintroduzida no mundo. O jovem Profeta, cuja mente não havia sido contaminado com os pecados do mundo ou prejudicado por falsas filosofias dos homens, era o instrumento da Restauração. Como em todas as outras dispensações, e especialmente a anterior quando Jesus veio pessoalmente para restaurá-la, a pequena semente da verdade teve que lutar contra uma montanha de falsidade. Organizações de Igreja feitas por homens, sem pretensão de divindade ou revelação, estavam por toda parte em abundância. As doutrinas corrompidas dos séculos anteriores estavam todas lá. Reinava confusão religiosa e a maioria do mundo se opunha tenazmente à obra, clamando “falso profeta” à primeira menção da verdade restaurada. A pequena organização, começou em 1830, com seis membros, tem tido um crescimento fenomenal de cerca de quatro milhões nesse curto período. Ela está aqui para ficar. Esta igreja de Jesus Cristo (apelidado de Mórmon) é a “única igreja verdadeira e viva” (D&C 1:30), que é plenamente reconhecido por Deus, a única devidamente organizada com a autoridade para realizar por Ele, e é a única com um programa pleno, abrangente e verdadeiro que irá levar os homens a poderes inacreditáveis e aos reinos incrível.

Esta é uma verdade absoluta. Ele não pode ser refutada. É tão verdadeira quanto a forma quase esférica da terra, e como a gravidade; tão verdadeira como o brilho do sol – tão positivo como a verdade que vivemos. A maioria do mundo não acreditar que, os ministros tentar refutá-la, os intelectuais acham que racionalizar acabará com sua existência; mas quando todas as pessoas do mundo estiverem mortas, e os ministros e sacerdotes serem pó, e os altamente treinados estão mofando em suas sepulturas, a verdade irá para a frente – a Igreja continuará triunfante e o evangelho ainda será verdadeiro.

O Senhor definiu a verdade como sendo um “conhecimento das coisas como são, como foram e como serão;” (D&C 93:24). Existência de Deus é uma realidade. Imortalidade é uma realidade. Estas realidades não irão desaparecer simplesmente porque temos opiniões diferentes sobre elas. Estas realidades não será dissolvida, apenas porque alguns têm dúvidas sobre eles.

Opinião não muda a verdade

Opinião? Claro, há uma diferença de opinião; mas, novamente, a opinião não pode mudar as leis ou verdades absolutas. Opiniões nunca fará a Terra ser plana, o sol diminuir sua luz, Deus morrer, ou o Salvador deixar de ser o Filho de Deus.

Agora, é uma boa pergunta que tem sido feita por milhões desde Joseph Smith a fez: Como vou saber qual dentre todas, se houver, as organizações é autêntica, divina, e reconhecida pelo Senhor?

Ele deu a chave. Você pode saber. Você precisa não ficar em dúvida. Siga os procedimentos prescritos, e poderá ter um conhecimento seguro de que essas coisas são, verdades absolutas. O procedimento necessário é: estudar, pensar, orar e obedecer aos seus mandamentos e ensinamentos. Revelação é a chave. Deus irá torná-lo conhecido a você desde que torne-se humilde e receptivo. . Havendo despido todo o orgulho de seu próprio conhecimento e sabedoria, tendo reconhecido diante de Deus a sua confusão, sujeitado o seu egoísmo (perder o seu sentimento de auto-importância) e tendo-se rendido aos ensinamentos do Espírito Santo, você está pronto para começar a aprender. Com noções religiosas preconcebidas teimosamente mantida, não é ensinável. O Senhor prometeu repetidas vezes que ele vai lhe dar um conhecimento das coisas espirituais, quando você se colocado em um bom estado de espírito. Ele nos aconselhou a buscar, perguntar, e indagar diligentemente. Essas inúmeras promessas são simbolizadas por Moroni no seguinte trecho: “E pelo poder do Espírito Santo podeis saber a verdadede todas as coisas.”(Mor.10:05.) Que promessa! Com extravagante! Com maravilhosa!.

Se ou Quando?

Posso repetir, que tempo virá em que todos aqueles que já viveram nesta terra, os que vivem agora ou ainda os que nela viverão, se renderão; será uma rendição voluntária, incondicional. Quando será isso para você? Hoje? Em vinte anos? Duzentos anos? Dois mil ou um milhão? Quando? Novamente, para você, John, eu digo, não é se você vai capitular à grande verdade; é quando, pois sei que não resistirá indefinidamente ao poder e pressão da verdade. Por que não agora? Muito tempo foi perdido. Os próximos anos podem ser muito mais glorioso para você do que qualquer dos que já passaram.

Quão tolo seria o israelita escravizado, que nasceu na escravidão e nada conhecesse além da escravidão, dizer a si mesmo: “Isto é a vida. Não há nada de melhor. Aqui fico com a barriga cheia diariamente e tenho um lugar justo onde dormir.” Que visão limitada teria ao preferir tal condição, quando lhe fosse dito, que do outro lado do mar e cruzando o deserto, o esperava uma terra prometida, onde seria livre e bem alimentado, senhor de seu próprio destino, ter horas de folga, cultura, crescimento e tudo o que um coração reto pode desejar. onde ele pode ser livre e bem alimentados, ser o mestre de seus próprios destinos, e ter lazer, cultura, crescimento e todo o coração poderia direita totalmente desejo. O que isso importa? Qual é a diferença entre a luz e as trevas – crescer e murchar – um gigante e um pigmeu – liberdade e escravidão – a eternidade e um dia –  a vida e a morte?

Agora, com grande humildade, envio-lhe esta mensagem, John, e a todos os outros que possam ouvi-la, com uma oração em meu coração de que não a despreze, mas que pense e pondere a respeito enquanto ora. Deve ter uma mente aberta, um coração sincero, um desejo, uma busca. A certeza virá definitivamente para você, mas não sem que haja esforço. Presto meu testemunho que isto é verdade. Eu sei disso. Faço um aviso solene; e quando estiver diante do tribunal, em um futuro não muito distante, saberá, então, que falei a verdade, pensando em seu eterno bem estar. Por favor, lembre-se tentei trazer a sua atenção a este assunto com tamanha força para impressiona-lo. A Igreja é verdadeira e viva; seus membros e representantes estão prontos para responder qualquer pergunta; eu lhe prometo sinceramente que se você estudar e orar, mantendo a mente aberta, receberá luz, e será para você como o amanhecer de um novo dia, depois de atravessar a noite de escuridão.

Ofereço-lhe, mais uma vez, a ajuda da Igreja, mas não o pressionarei ou forçarei com este assunto. Você é maduro, tem um bom intelecto, você tem uma sólida formação, as sementes da verdade foram semeadas em sua vida na juventude. Todos os poderes da terra e do céu não pode trazer esse conhecimento para você. Não se pode esperar, nem comprado. Precisa vir através de uma pesquisa cuidadosa, honesta e sincera. A Igreja está pronta para fornecer o auxilio que necessitar.

Você não pode rejeitar este apelo e aviso sem grave responsabilidade. Terá que responder ao seu Criador, se ignorar isto, da mesma forma eu teria de prestar contas se ignorasse. Faço o melhor possível exibindo isto. Sei que este é o único programa completo, divino e eterno que é reconhecido e aprovado por Deus!

Testemunho uma firme Convicção

Joseph Smith foi a um bosque, passou um longo tempo de joelhos, e voltou com um conhecimento da divindade de Elohim e seu Filho, Jesus Cristo – uma convicção tão firme que o fez ir voluntariamente ao seu martírio, em vez de negar seu testemunho.

Paulo, a caminho de Damasco, viu uma personagem glorioso e ouvi sua voz; no entanto, mesmo depois dessas manifestações incomuns, Paulo orou para que pudesse saber, sem sombra de dúvida, sobre a divindade de Jesus Cristo, de seu Pai e do programa eterno, o evangelho. por fim soube tão positivamente, que dedicou o resto da vida à pregação dessas verdades. Ele foi apedrejado quase até a morte e levantou-se. Sofreu fome, sede e perseguições. E então, sabendo muito bem que a sua vida seria tomada, foi gloriosamente a sua morte, dando assim não apenas sua energia, tempo e capacidade, mas a sua própria vida pela verdade. Paulo sabia mais sobre as verdades salvadoras necessárias para o bem-estar das almas humana do que todos os sábios e doutores de sua época ou de nossa. Ele sabia que Deus vivia, Jesus era o Cristo e o evangelho era o caminho da vida eterna [mortalidade, imortalidade, sem fim]; ele sabia que as recompensas da eternidade valiam os sacrifícios do conforto desta vida.

Você pode saber, assim como Joseph Smith, Paulo, Pedro e  um grande número de seus contemporâneos. Está não é outra igreja. Esta é a Igreja. Este não é outro evangelho ou filosofia. Esta é a igreja e o evangelho de Jesus Cristo.

Nosso Pai vive; seu Filho vive. Estou tão certo disso que eu estou disposto prestar testemunho disso até o último esforço da minha língua e lábios. Estou disposto a ir para a eternidade e encarar o meu Deus com este testemunho em meus lábios. Dessas verdades presto testemunho em nome de Jesus Cristo. Amém.

FONTE
LDS.org: Absolute Truth, President Spencer W. Kimball - First Presidency Message, July 1979

 

image_pdfimage_print

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Marli Rizzutti Sette says:

    Perfeito. aprendi muito com essas palavras meu coração se regozijou de alegria. Obrigado

  2. glauco says:

    E ainda existe uma cambada de ignorantes insignificantes que acham que um simples título academico e meia duzia de palavras em latim os qualifica para questionar a existencia dos Deuses e seu Plano.

  3. glauco says:

    Soberbo!! é nessas horas que vemos como nós pobres e limitados humanos nada sabemos a respeito dos Deuses e da eternidade! E um bando de tolos acha que assistindo aulas em uma uma simples sala de aula, ouvindo outro pobre e mortal homem que aprendeu seu conhecimento limitado de outros tão débeis como ele, pode mudar o fato da grandeza e existencia de seres superiores, é a mesma coisa de uma formiga axar que o mundinho dela é a única existencia possivel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *